Por que há carnes vermelhas e brancas?

Olá carnívoros de plantão, como estão?
Estivemos pensando esses dias nos tipos variados de carnes que temos para saborear, entre algumas dúvidas mais gritantes, a que mais chamou nossa atenção foi a seguinte: “Por que há carnes vermelhas e brancas?” Será que depende exclusivamente do animal em que a carne é retirada, ou há alguma outra explicação para essa dúvida? Após muita pesquisa, resolvemos trazer a resposta dessa questão aqui para vocês!
Vamos juntos?

 

Por que há carnes vermelhas e brancas?

Há carnes vermelhas, brancas, rosadas e escuras.
A resposta para essa pergunta está na biologia!
Composta de feixes de fibras musculares, a carne vermelha também é extremamente rica em ferro e mioglobina. Ok, mas o que isso quer dizer? O ferro é que dá cor a carne! Quanto mais mioglobina e mais ferro, mais cor. A mioglobina é o elemento responsável pelo transporte de oxigênio para as células musculares com a finalidade de gerar energia, por essa razão que os animais de grande porte como o boi e o porco que possuem a carne mais avermelhada. Eles precisam de muito ferro para se manterem saudáveis. Da mesma forma que possui mais ferro, a carne vermelha também contém mais gordura saturada, maior quantidade de colesterol e vitamina B12. Mesmo assim, o teor da gordura da carne vermelha depende do corte da mesma.

Já os de pequeno porte, como peixe e frango necessitam de menos mioglobina, resultando assim, em uma carne mais branca. E por outro lado, mais saudável, contém proteínas e em geral possuem menos colesterol e gordura, sendo assim mais fácil de digerir.

 

O que acharam dessa curiosidade? Nós achamos demais! Quem diria não é mesmo?
Esperamos que gostem das curiosidades do nosso blog e que continuem por dentro para saberem cada vez mais sobre o mundo das carnes!
Até o próximo post! 

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar HTML tags:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>